Ô Xente!

Durante um 4º bimestre inteiro, o 4º ano do Fundamental I aprendeu estrofes de 4 versos. Quadrinhas, isso mesmo. E deu vontade de aprender as sextilhas também, num desafio, ainda, de respeitar as 7 sílabas poéticas.

Com permissão dos padroeiros Gonzagão e Gonzaguinha, penduraram seus CORDÉIS numa espécie mais prática de biombos, pois os varais de praxe teriam de se estender pelo pátio afora.

E a imersão na riquíssima cultura do Nordeste completou-se no Teatro do Rosário, dia 23 de novembro, sábado em que os cordelistas rosarianos subiram ao palco a fim de mostrar seus dotes e competências.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.