História

1943

No casarão nº 2 da av. Altino Arantes, Vila Mariana, inicia-se um intenso serviço para começar as aulas do Curso Nossa Senhora do Rosário. O primeiro dia de aula recebe 15 alunos.
Em setembro, o número de matrículas chega na casa de 74 alunos do curso primário.

1944

Em fevereiro, as aulas reabrem já com 114 alunos. Acontecem duas comemorações religiosas de importância: a Consagração ao Imaculado Coração de Maria e a Primeira Eucaristia durante a festa de Nossa Senhora do Rosário. Com 35 crianças recebendo a Primeira Eucaristia, a missa é celebrada pelo reverendo frei Bertrando, num altar improvisado em sala de aula, tão pequena é a Capelinha da Casa.

1945

O ano recomeça com 290 alunas. As festas de maio e outubro, em honra à Virgem Maria e Nossa Senhora do Rosário, respectivamente, já são acontecimentos para as famílias do bairro e familiares dos alunos. Há coroação de Maria e pequenas procissões no pátio forrado de pétalas de flores dos jardins dos arredores, tudo sob o comando da irmã Mª Albertina.

1948

Neste ano, o Curso Nossa Senhora do Rosário passa a ter, além de turmas de pré e de primário, também 33 alunas que inauguram a fase ginasial.

1951

Forma-se a primeira turma ginasial no Salão Nobre do Colégio Arquidiocesano. Adota-se, oficialmente, o nome de Colégio Nossa Senhora do Rosário.

1954

Às 3 alunas que já compunham, desde 52, o Curso Clássico, juntam-se mais 3 do Curso Científico e 43 do recém-formado Curso Normal Livre Nossa Senhora do Rosário. Nessa mesma data, aparece o primeiro movimento de ex-alunas do Colégio, ADA, unindo a saudade de reencontros com uma função sociorreligiosa exercida na Vila Santa Catarina e em Guarulhos, por 13 anos.

1955

O primeiro prédio de aulas, em estilo moderno, bem distinto dos velhos casarões, inaugura-se com as bênçãos do reverendo frei Domingos Maia Leite, prior dos Dominicanos, na presença de alunos, familiares, irmã Mª Alexis – a então empreendedora dirigente da escola, de seu irmão e arquiteto responsável, Francisco Camargo Souza e de toda a comunidade. A Casa já conta com 850 alunos. Também funcionam, no prédio, cursos da Aliança Francesa e Cultura Inglesa.

1958

Lançamento, sob os olhos de Madre Maria Bernadete e do bispo auxiliar de São Paulo, dom Paulo Rolim Loureiro, da pedra fundamental da atual Capela.

1960

Funda-se a APAMECO (Associação de Pais e Mestres do Colégio) lançada, em sessão solene, no dia 16 de outubro, no Teatro João Caetano.

1961

O Colégio tem 1.140 alunos. A Capela, ainda nos acabamentos finais, assiste à Primeira Eucaristia com 74 crianças. A missa inaugural acontece num dia 13 de maio, justamente em homenagem ao Dia das Mães.

1968

Ano do Jubileu de Prata. Inauguração oficial do Teatro (Engenheiro responsável: dr. Ayrson Iabutti) com a peça Os Pequenos Burgueses, de Máximo Górki. Os papéis masculinos são representados por alguns elementos de um grupo amador e por rapazes do Colégio Arquidiocesano. Nesse ano, comemoram-se os 25 anos do Rosário com a bênção das salas do prédio novo, construído sob a gestão da diretora irmã Maria Eni de Oliveira.

1972

A escola torna-se mista em todas as suas turmas e, conforme determinação estadual, substitui os cursos colegiais por cursos profissionalizantes. Não há mais clássico, científico ou magistério e sim Tradutores e Intérpretes, Publicidade e Laboratório. Logo mais surgiria um curso de Computação. Também por determinação oficial, tais especificações desapareceriam e assumiriam o nome genérico de Curso Colegial, tempos depois.

1978

O Ginásio de Esportes Rosário tem sua inauguração em 8/4/78, obra que se ergue pela iniciativa da APAMECO (Associação de Pais e Mestres).

1984

Com menos de 50 alunos e tendo à frente um único professor, as noites do Rosário se animam com a Escolinha de Esportes da APAMECO. Em 2001, as atividades teriam 21 professores atuando em várias modalidades e complementando a educação dos rosarianos.

1992

Da parceria entre o Colégio e a APAMECO, o Ginásio Véritas apresenta seu moderno piso assoalhado e se abre para jogos de modalidades específicas.

1993

A Capela passa por uma restauração com o surgimento de painéis litúrgicos e vitrais do artista Cláudio Pastro. Inaugura-se, solenemente, em 2/10 de 93, com a presença de alunos, familiares, autoridades, corpo docente, Irmãs e, a diretora, Conceição Jacintho da Silva. Também em 1993, o Rosário abraça o movimento PAF (Porta Aberta aos Famintos), inspirado por pe. Alfredo Kuntz.

1996

Remodelação das fachadas exteriores, também obra do artista sacro Cláudio Pastro. Substituição de um derradeiro jardim central pelo edifício destinado ao Curso Infantil, com ambientes e recantos especiais para a gente pequena.

2001

Em 21 de setembro de 2001, a comunidade rosariana ganha o Complexo Esportivo e Aquático Rosário englobando o Ginásio Rosário e o Véritas, remodelados e modernizados (Construtora A. Yoshii Engenharia), além de 2 piscinas cobertas e aquecidas, vestiários, Salas de Dança, Salas de Judô, Música e Enfermaria.

2002

Alarga-se o programa sociorreligioso do Colégio, que passa a estender suas atividades para além do estado de São Paulo, indo fincar suas atividades em Monte Formoso, no Vale do Jequitinhonha, MG.
Um grupo de professores e alunos desta Capital e vai conhecer, pessoalmente, a terra e as pessoas com que estabelecerão ligações e participarão ativa no Projeto JequitiRos.

2005

Para que a turma do Integral pudesse ter suas salas arejadas, claras e prontinhas ainda nesse início de ano, um grupo de homens pegou no pesado, com rapidez. Por isso, no dia 24 de fevereiro, no momento da cerimônia de inauguração, os alunos não só posaram para as fotos, como cumprimentaram o pessoal da obra. A diretora, irmã Conceição Jacintho, faz esse encontro acontecer.

2006

O velho teatro teve de ser repaginado a fim de acompanhar as novas necessidades da plateia. Projetou-se para ter acústica perfeita, acomodações modernas e confortáveis, tudo de acordo com um público que ali está para ver e ouvir os melhores momentos de uma encenação, de um conjunto musical, de um solo, de uma comemoração.

2008

Seguindo uma tendência de várias outras instituições religiosas de ensino, o Colégio Nossa Senhora do Rosário transfere, para excelentes mãos de leigos, o encargo da direção. Irmã Conceição Jacintho passa para Delma Tavares o posto de diretora. Contudo, permanecem imutáveis o carisma e a filosofia dominicanas.

2011

Dá-se início à realização de uma expectativa ambiciosa nutrida por um grupo de Irmãs: destinar a uma comunidade da Favela do Boqueirão, Ipiranga, oportunidades de desenvolver crianças, adolescentes e jovens adultos, com o mesmo carinho devotado aos alunos desta Casa. Uma escola, um centro de reuniões, vários cursos lá estão para formar cidadãos criativos e livres como os nossos.

2013

Entre as atividades de rotina, este ano deixa-se marcar por várias atividades que refletem o espírito de uma escola em comemoração de seu 70 aniversário de fundação. Em 2013, o foco está em você, aluno rosariano; em vocês, pais, educadores – mestres ou funcionários – rosarianos.

O Rosário segue sua trajetória educativa de vida plena e abre sua agenda especial de festividades para a comemoração jubilar dos 800 anos de Fundação da Ordem Dominicana. A Ordem de São Domingos – à qual Madre Anastasie e seguidoras ligaram-se, no século XIX – obtém, em 1216, o documento papal que lhe permite ser considerada, oficialmente, uma Ordem religiosa. São Domingos, por sua vez, será santificado em 3 de julho de 1234.