Sem categoria › 03/08/2017

Dia de São Domingos

Em 2016, os Dominicanos de todo o mundo celebraram seus 800 anos de fundação. Oito séculos enfrentando as acelerações do tempo, as imensas dificuldades político-religiosas impostas pela História dos povos e das diversas nações. Não é coisa pouca.

Mas aquele Domingos de Gusmão, comprovadamente fundador da Ordem Dominicana, aparece-nos, em plena Era Digital desse nosso século XXI, como o mesmo homem que falava com Deus ou a respeito de Deus cuja face e cujo amor ele enxergava replicados nos rostos vários dos outros homens e mulheres.

Quando nos recordamos de Domingos, a figura que nos surge é a do santo de aparência frágil, quase sempre representado pela Arte Sacra como sendo o que segura um livro na mão, um rosário entre os dedos, de joelhos diante de Nossa Senhora. Estudante e leitor constante, atingiu o mais alto grau de cultura possível à sua época, sem descuidar de seu fervor religioso.

Tinha sonhos e ideais, por certo, esse rapaz medieval. Mas conseguiria adivinhar até onde chegaria com isso? Visionário e dono de poderosa fé, cremos que ele nos antevia a todos: pequenos e jovens alunos das muitas Casas Dominicanas, mestres, famílias, colaboradores, amigos, os que se unem na valorização do educar por inteiro o ser humano, maneira única de se derrotar quaisquer males sociais. Ainda prezando o estudo e o livro, em seus múltiplos formatos, tradicionais ou modernos. Ainda rogando à Maria e desfilando as contas do rosário. Ainda contando com Deus para nosso conforto, Eternos discípulos de São Domingos.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.